O PSD de Kassab

Os ciclos possuem características de mostrar com certa antecedência certos fatos futuros. Eles surgem para auxiliar na previsão de fatos econômicos, políticos e também tragédias ambientais. De fato, o que quero dizer é que um acontecimento político esta para acontecer.

Até o mês de maio, ou antes dele chegar, um novo partido deve surgir; como relâmpago, pode desaparecer do mapa político da mesma forma que apareceu. Fatos e acontecimentos anteriores e semelhantes ajudam a imaginação deste blog: o surgimento de outras agremiações partidárias; o PSDB, que aliás é semelhante ao partido que Kassab quer criar para seu deleite; o PRS, que surgiu para acomodar políticos sem partido ou sujeitos à guilhotina da lei eleitoral. O último viveu apenas um ano; já o primeiro, também foi criado para acomodar políticos sem espaço, não tinha [e não tem] agenda e nem mesmo ideologia para garantir a sua sobrevivência por muito tempo. Conseguiu, mesmo assim, ter um presidente da república durante e duros oito anos e, em alguns estados mantem sua política de, principalmente, entregar, vender a baixo preço o patrimônio público; nestes, os eleitores são analfabetos políticos. Nos estados onde governam, a população perdeu a noção da segurança educacional, política e tomara não percam o sentido de segurança alimentar.

Para realizar algo novo em qualquer área , o homem lança mão de um dom natural, a inspiração. Ela é o estado da alma que impulsiona os homens para a realização e criação de fatos novos colocando novas idéias em prática, escrever um livro ou simplesmente uma frase de efeito que marca pessoas e transcende no tempo. Não há nada novo na criação do PSD e por isso não existe inovação no caso da criação do partido.

Inspirar-se em algo é natural dos seres humanos, mas quando a inspiração chega ao cúmulo da cópia, do plágio e da ausência total de inspiração é preocupante. Em política é perigoso pensar em projeto próprio. Quando se configura uma situação de projeto próprio de um político ou até mesmo dele e seu grupo, as vezes pequeno grupo que pensa apenas e enxerga no máximo até o seu umbigo torna-se preocupante para sociedade. Quando esta situação se configura, a inspiração se ausenta tomando seu lugar o uso do que já fora inventado no passado, cópia de idéias de sucesso ou insucesso sem escrúpulos.

Assim nasce o PSD de Kassab. O de outrora tem história, apesar de patética pela forma que foi o seu fim, tendo, além de outras passagens políticas, protagonizado um momento importante da história brasileira: a declaração de vacância da Presidência da República na deposição institucional de João Goulart .

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s