IDH-AD faz Brasil despencar 13 posições

Com a justa alegação de que o IDH – Índice de Desenvolvimento Humano calculado pelo PNUD – Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento não mais refletia a realidade foi adotado o IDH-AD (IDH ajustado às desigualdades). O novo índice leva em consideração as desigualdades no acesso à saúde, educação e ensino para melhor refletir o índice de desenvolvimento humano das nações.

Português: Edifício Nações Unidas - localizado...

O IDH que vinha sendo calculado leva em consideração a expectativa de vida, anos de escolaridade, expectativa de tempo de estudo e renda nacional bruta per capita. Com o ajuste, isto é, com a inclusão das variáveis que refletem as desigualdades de renda e as diferenças no acesso à saúde e educação as nações foram recolocadas em nova lista. Nela o Brasil caíu 13 posições, Estados Unidos 19 e Coreia do Sul 24. Outras nações melhoraram suas posições em razão do baixo indice de desigualdades e diferenças como Suécia e Finlândia.

O IDH-AD deve contribuir para que no campo político e no âmbito dos programas sociais sejam tomadas decisões no sentido do avanço por meio da ampliação e melhoria dos programas sociais de distribuição de renda, de educação e saúde. Afinal, da 60a. Colocação numa lista de 134 países o Brasil cai, com o novo índice para a 73a. Agora é remar tudo novamente para retomar a posição.

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s