Atividade primário-exportadora, o princípio

O desenvolvimento é um processo pelo qual determinada área delimitada geográfica, econômica e socialmente passa, até atingir um estado em que os seus agentes econômicos passem a conviver, por determinado período de tempo, com certo equilíbrio entre as suas diversificadas atividades econômicas, proporcionando aos agentes consecutivos ganhos econômicos e sociais, estado que as áreas são denominadas de desenvolvidas.

Uma área desenvolvida executa em seu interior as atividades principais que geram produtos com vantagem competitiva comparativamente às demais áreas. Adicionalmente, compra produtos em que não possui a competitividade de outras áreas. Mato Grosso, área delimitada geográfica, econômica e socialmente gera certos produtos primários com vantagem competitiva e importa insumos.

Colheita do Arroz
Colheita do Arroz

É inquestionável que as atividades que geram produtos primários são necessárias ao início dos processos de desenvolvimento, firmando-se por isso, em determinado estágio do processo como as mais importantes atividades. Não por muito tempo. Logo perdem espaço para atividades de apoio, de transformação e distribuição dos produtos originados das atividades primário-exportadora.

Fato é que Mato Grosso não será eternamente produtor de produtos primário de exportação. O próximo estágio é obrigatório e já se encontra em estado avançado: a agroindustrialização antes da exportação.

Histórica e inquestionável é que as atividades que geram produtos primários são necessárias ao início do processo de desenvolvimento. Que também não se questione que no estágio seguinte novas atividades surjam e se firmem, em determinado estágio do processo como as mais importantes atividades.

Historicamente, logo as atividades primário-exportadoras perdem espaço para as atividades de apoio, de transformação e distribuição dos produtos originados, transição jamais extraordinária mas temporária. Fato é que Mato Grosso não será eternamente produtor de produtos primário de exportação. A agroindustrialização antes da exportação, próximo estágio é obrigatório e já se encontra em estado avançado. O impacto destas novas atividades é calculável. Neste estágio elas imporão um novo nível de renda e consumo na região, resultante do nível de emprego nas unidades empresariais locais.

É natural que a atividade primário-exportadora mato-grossense de antes dê lugar a outras atividades e que também, naturalmente, se tornam mais importantes por fatores de razão e proporção. Os produtos agroindustrializados carregam valor adicionado adquirido no processo de transformação, margens de lucro e acumulação resultante do processo de comercialização, tudo em decorrência dos requisitos dos consumidores que buscam itens cada vez mais fáceis de consumir.

Os processos de agro-industrialização e industrialização pode até demorar e se isso ocorrer terá sido por causa da demora na adoção de políticas locais com esta visão.

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s