Análise e previsão usando a teoria do Insumo-Produto

A análise e previsão econômica baseadas no modelo insumo-produto, uma contribuição de W, Leontief pode ser aplicada ao estudo das relações econômicas entre os setores decompondo-o em duas técnicas: a análise de impacto, tradicional na determinação das mudanças na produção total dos setores componentes da economia, relativamente à uma mudança na demanda final de um dos setores e a previsão, que consiste em projetar o consumo na demanda final.

O ponto de partida na análise insumo-produto é a tabela insumo-produto. Ela consiste na descrição em termos monetários, dos fluxos de bens e de serviços ocorridos na economia em estudo num determinado período, normalmente um ano, promovido pelos agentes econômicos que atuam nos setores envolvidos.

Industrialização
Industrialização

O modelo insumo-produto, apesar de suas restrições constitui em ferramenta útil na análise de economias locais, estaduais, nacionais e regionais. A possibilidade de construção de um espaço econômico, seja pela delimitação de áreas geográficas seja pela delimitação por grupos de agentes econômicos em um mesmo espaço geográfico, torna-se possível realizar com ele, análises de impacto ou previsão.

Na prática, o modelo permite análises da economia do espaço delimitado dada uma mudança na demanda final do referido espaço e então calcular os multiplicadores de efeitos simples e totais, nível de renda e de produção, impacto sobre as importações e exportações dadas condições econômicas de insumos e meios de produção disponíveis. Um dos campos de interesse do modelo é a análise das ligações entre as indústrias do espaço econômico delimitado. As referidas ligações são representadas pelas trocas inter-industriais de onde pode-se analisar a inter-dependência entre elas quando ofertam para ou demandam produtos de outras indústrias.

No caso desta publicação, o modelo é aplicado para analisar o impacto sobre a economia de um espaço geográfico e setorial delimitado caso um de seus produtos mais dinâmicos, ora exportado fosse industrializado. Para a realização da análise é aplicado um shock na demanda final envolvendo cenários diversos, especificamente pressupondo que o item de exportação do setor seja industrializado nas unidades industriais do espaço geográfico delimitado. O referido shock, entretanto, para uma análise mais completa é realizado aplicando-se os modelos aberto e fechado em relação ao consumo das famílias.

Estudos dessa natureza podem ser realizados, por exemplo, para determinar os efeitos da Lei Kandir que incentiva a exportação de bens de origem primária sem o beneficiamento e industrialização sobre a economia. O Brasil possui, produz  e extrai uma diversidade de produtos primários. A produção e industrialização de itens da agricultura e da pecuária da extração vegetal e mineral como o petróleo que neste momento é motivo de intenso debate em relação à sua industrialização. Se antes de serem exportados fossem industrializados seriam produtos capazes de induzir desenvolvimento brasileiro acelerado. Assim, em teoria e prática o modelo pode determinar o quanto de emprego e renda seria gerado se esses produtos deixassem de ser exportados in natura, e fossem industrializados.

O impacto na economia teria como resultado a geração de competência empresarial e de mão de obra para projetar, construir e operar usinas de beneficiamento de grãos e a posterior industrialização, produzindo bens de consumo alimentar de maior valor agregado. No caso do petróleo, da mesma forma, a capacidade de projetar, construir e operar refinarias de petróleo produzindo itens de grande valor agregado. Em ambos os setores exemplificados, uma rede de empresas fornecedoras de serviços e insumos floresceria à montante dos respectivos complexos dos setores centrais; outro conjunto de empresas financiadoras, distribuidoras e prestadoras de serviços especializados, nasceria à jusante.

O modelo fechado, inicialmente concebido por Leontief, não considerava a existência de setores exógenos na economia; os setores que na maioria das vezes aparecem no grupo da demanda final eram incorporados na tabela de produção ou de transações, neste trabalho, os setores componentes do vetor [X]. O modelo aberto considera a existência de setores exógenos, onde os setores como consumo das famílias, consumo do governo, exportações, formação bruta de capital fixo constituem o grupo demanda final, neste estudo, representado pelos componentes do vetor [F].

O processo de endogeneização do consumo das famílias para efeito de análise em um estudo voltado à previsão econômica relaciona-se em função dos salários e das remunerações efetuadas pelos agentes e se constituiu na adição de uma linha e uma coluna na tabela no vetor [X], passando a conter 1 linha e 1 coluna adicionais, obtendo o modelo fechado em relação às famílias. O Quadro – Esquema de análise do modelo Insumo-produto apresenta o esquema analítico da matriz em que o consumo das famílias foi endogeneizado, para refletir os efeitos dos salários e das remunerações sobre a economia.

Modelo simplificado da Matriz insumo-produto
Modelo simplificado da Matriz insumo-produto

No quadro esquemático de análise do modelo insumo-produto as várias variáveis e vetores indicam:

Variáveis da Matriz insumo-produto
Variáveis da Matriz insumo-produto

A hipótese de industrialização de item de produto primário antes exportado obtendo assim bens de consumo de maior valor agregado para exportação ou consumido internamente são então considerados em diversos cenários. Relevante é a possibilidade de se obter novos coeficientes técnicos induzidos pela mudança na demanda final correspondente às exportações.

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s