Desigualdades, amazônia e fontes de energia levam Dilma e Clinton a encontro

Hoje, 09/12 de manhã, a presidente Dilma se encontrou com o ex-presidente dos Estados Unidos, Clinton. A agenda foi construída para promover ações que reduzam as desigualdades, um dos objetivos da Clinton Global Initiative, em sua primeira aparição na América Latina. É um encontro dele com lideranças empresariais e de governos que acontece no Rio de Janeiro.

O mundo inteiro sabe que o Brasil é um exemplo para os demais países e entidades adeptos a uma sociedade mais justa. O país tem experiência no combate a pobreza e às desigualdades.

Clinton assim como outros líderes tem elogiado a posição tomada pelo governo brasileiro desde 2003 no sentido de reduzir a pobreza extrema e, posteriormente a pobreza. Os resultados desta política já vem sendo observados há alguns anos. Eles já se expressam em termos dos números, que você pode entender lendo a postagem aqui.

Encontro entre Dilma e Clinton - Clinton Global Initiative
Encontro entre Dilma e Clinton – Clinton Global Initiative

Elogios a parte, Clinton teceu comparação entre as ações envidadas pelo Brasil, nos movimentos de junho e pela Síria que atirou em manifestantes durante protestos. E para não deixar de lado a vocação liberal americana, quis saber em quanto o setor privado participa da construção da infraestrutura básica por aqui.

Os americanos são assim mesmo. Em viagens, os líderes mobilizam a sociedade para ajudar em questões que impactam a humanidade. Hoje foi a pobreza, o meio ambiente e o clima, mas não se esquecem de abrir caminho para as suas empresas transnacionais.

Nos lembra que nós temos muitas hectares de terras aráveis. Ja sabíamos. Mas ele nos lembra que em razão disso não precisamos avançar sobre a floresta amazônica.

“Será que o governo poderia criar um programa que daria aos plantadores de soja e pecuaristas incentivos que pudessem ajudá-los a sair da floresta?”, perguntou!

Segundo informações do ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comercio Exterior, Fernando Pimentel no Blog do Planalto a conversa entre a chefe do Estado brasileiro e Clinton girou em torno de fontes de energia alternativas. Em relação a isso, isto é, quanto a intensificação do uso destas fontes de energias discutiu-se sobre a possibilidade de criar um fundo de financiamento de energias alternativas para os países da Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos (Celac).

Planalto

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s