TSE milita na companha para presidente do Brasil

Além de literalmente militar nesta campanha política interfere nela pois está claro a cada dia que apoia um dos candidatos a presidência da República neste segundo turno.

Não bastassem as grandes corporações de imprensa apoiarem o candidato do PSDB agora o judiciário eleitoral se revela um agente em desfavor do PT, nesta campanha.

Campanhas eleitorais servem para revelar as qualidades (ou ausência delas) dos candidatos à nação. Mas pelos fatos ocorridos está muito evidenciado que o TSE tem impedido que o candidato do PSDB, Aécio Neves, que não possui muitas das qualidades pessoais para o exercício da Presidência da República, seja exposto aos eleitores. No primeiro turno, devido à sua rejeição em seu próprio Estado, Minas Gerais é um dos fatores a considerar, pois reflete a sentido do povo mineiro em razão de ter sito governador por oito anos naquele estado.

São fatores de natureza diversa. O seu governo nas áreas da educação, saúde, segurança e administração tem forte oposição entre professores, agentes de saúde e agentes de segurança. A corrupção também é citada. E ainda pesa a acusação de que a imprensa no Estado atual sob mordaça.

Mas o TSE está impedindo a veiculação desses esclarecimentos na campanha impedindo que no conteúdo do programa eleitora do PT sejam feitos os esclarecimentos sobre o aeroporto do Aécio, por exemplo. A obra foi apelidada de aécioporto, depois que a Folha de São Paulo publicou reportagem sobre a sua existência

TSE milita nas eleições
TSE milita nas eleições

Não se trata de acusações falsas. A imprensa em geral e os blogs progressistas em grande parte tem divulgado que um aeroporto fora construído em área de seus parentes, seu tio, com recursos do povo de Minas Gerais. Para piorar, as instalações não estão registradas na ANAC e nem é usada pela população.

O município onde foi construída a obra de interesse público, segundo afirmação do candidato, não passa de 30 mil habitantes, um parâmetro para se analisar a sua viabilidade. Além disso foi revelado o uso privado das instalações em razão de que as chaves estão nas mãos de parentes do candidato.

Nestes caso é o dever do candidato esclarecer à população e aos eleitores brasileiros as circunstâncias em que a obra foi construída e principalmente em que aspectos o interesse público está presente. Não há nada de difamatório. Ponto.

Imaginávamos a mídia privada a principal opositora do governo do PT mas deparamos com outro elemento ainda mais poderoso exercendo o papel político nesta campanha. Enquanto o primeiro cerceia a informação “boa” e amplifica a “ruim” o todo poderoso TSE faz o trabalho da peneira fina, barrando aquilo que por ventura passe na peneira mais grossa.

Como resultado, faz o trabalho da oposição à candidatura Dilma Rousseff.

 

Petrobras,  Correios e a Vale

A Petrobrás foi usada como alavanca de voto nas eleições anteriores. Nestas eleições os Correios foram incluídos, mas o principal mote de alavancagem de candidato que ainda não apresentou um programa de governo continua sendo a petroleira.

Não é que apoiamos a corrupção. Não significa que aceitamos corrupção dentro da Petrobras ou dentro de qualquer ministério, instituição pública ou empresa privada. Havendo atos de corrupção o feito deve ser apurado, seus agentes julgados. Inclusive atos antigos e comprovados. Rejeitamos o uso de informações sigilosas de investigação interna em períodos eleitorais. Se a investigação é sigilosa, assim deve permanecer; que o resultado dela seja divulgado no fim. Mas se necessário for publicar durante as investigações, que sejam feitas, porém, de forma pública e igualitária.

É bom lembrar que corrupção existe em todo lugar e se ela existe é possível identificar os agentes dela, corruptores e corrompidos.

Se você achou a declaração de que a corrupção existe em todo lugar exagerada, experimente levantar o tapete de qualquer instituição pública ou organização privada. Verá quanto lixo existente sob este aparato que representa a limpeza e organização. Verá que, do enriquecimento ilícito ao desvio de finalidade,  tudo se tornou ato de competência daquele que a pratica com habilidade, não sendo, por isso, pego.

Mas os órgãos de investigação acabaram de afirmar que não houve vazamentos. Negando a existência de vazamento pode-se deduzir que as falas publicadas nas grandes redes da imprensa são meras invenções. Estariam usando a liberdade de imprensa para fazer acusações falsas.

Mas está na petroleira o maior potencial de arrematação de votos da sociedade. Talvez pela sua grandeza. Alias ela se tornou uma grande empresa internacional. Ela é a prova de que a “coisa pública” gerida pelo Estado também pode gerar dividendos para a sociedade. Esta questão é importante, uma vez que o governo de 8 anos do PSDB, defendendo a ideia do Estado mínimo, privatizou diversas empresas do Estado, alegando que em mãos privadas elas seriam mais eficientes e renderiam muito mais.

Sim, a Vale está rendendo muito, mas a riqueza que ela produz é transferida para outro lugar. Aqui fica pequena parcela dos salários e pouco reflete nas estatísticas e nas variáveis macroeconômicas.

Poderíamos ter a visão da liderança na mineração com a Vale assim como temos a visão e seremos líderes em petróleo em 2020 com a Petrobrás. Mas isso é o que as multinacionais do ramo não querem e, para atendê-las, a direita brasileira acha que consegue entregá-la, se vencer as eleições.

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s