Enxergando as necessidades das empresas pela visão da pirâmide hierárquica de Abraham Maslow

Não existe melhor sensação do que ir às compras.

Não existe também satisfação maior que comprar um produto ou serviço quando eles atendem as nossas necessidades. O valor de um produto está na sua utilidade, que é a capacidade de nos tornar desnecessários objetos de toda sorte.

Este texto propõe uma análise sobre relação entre as necessidades humanas e as das empresas, tendo a teoria das necessidades humanas proposta por Abraham Maslow como ponto de partida.

Então, o que motiva, por exemplo, a adoção de certo modelo de tecnologia, a aquisição de um produto ou serviço, marca ou fabricante relacionados com gestão da informação pelas empresas?

A interrogação advém do pensamento de Maslow que elaborou uma proposta compreensiva, segundo a qual as necessidades humanas possuem uma hierarquia, podendo ser representada em uma pirâmide, de forma a demonstrar que as necessidades humanas possuem certa hierarquia. O estudo-proposta que ele apresentou foi destaque de sua época pelo fato de ter sido vinculado às necessidades humanas.

Necessidades humanas
Necessidades humanas

Segundo o estudo, o homem é motivado pelas suas necessidades que se manifestam em graus de importância, partidos das necessidades iniciais ou fisiológicas até às necessidades finais ou de realização pessoal. Maslow então organizou as necessidades humanas em uma pirâmide de acordo com uma hierarquia de necessidades humanas que vai da fisiológica até a autorrealização. O uso de uma pirâmide dá a dimensão da hierarquia das decisões em que cada uma dentre as necessidades satisfeitas o individuo passa a buscar a seguinte até chegar ao topo da pirâmide.

Classificou-as em necessidades fisiológicas ou básicas as que se encontram na base da pirâmide; segurança, que surge logo após as necessidades básicas serem supridas; sociais, que surgem imediatamente as necessidades de segurança; estima, após as sociais e autorrealização, que estão no topo da pirâmide.

Partindo do estudo de Maslow o que podemos inferir sobre as empresas?

Necessidades humanas x necessidades das empresas

O que podemos inferir, do estudo de Maslow para as empresas é que, tal como o homem, elas possuem necessidades semelhantes, de mesma estrutura e hierarquia.

Vale lembrar que a administração mais atual, digamos, moderna, considera que as pessoas dentro das empresas constituem o capital mais importante. Logo, parece bem pertinente fazer uma razoável relação entre as necessidades humanas e empresariais.

Já que elas, as empresas, são constituídas principalmente de recursos humanos ou pessoas, a depender de como cada administrador enxerga a suas unidades empresariais e conduz os seus recursos de pessoas, materiais, financeiros e tecnológicos, com visão de futuro por meio da realização dos seus objetivos e da satisfação prioritária dos seus clientes, as necessidades que as empresas possuem equivalem às necessidades dos que estão envolvidos com ela; dos seus stakeholders.

Ademais, tal como o homem as empresas são organismos vivos. Estão, por isso, suscetíveis a trocas constantes de energia entre o ambiente interno e seu ambiente externo. Os constantes movimentos entrópicos em que perde energia para o ambiente externo, e sinérgicos em que ganha energia do ambiente externo acabam contribuindo para que as necessidades das empresas sejam semelhantes às necessidades humanas.

Se o homem possui necessidades fisiológicas ou necessidades relacionadas ao organismo, como alimentação, sono, abrigo, água e excreção as empresas tem a necessidade de estrutura organizacional adequada, da atenção e proteção de seus dirigentes além das melhores competências disponíveis no mercado para gerar os seus produtos e serviços e satisfazer os seus clientes.

Enquanto o homem, logo após satisfazer suas necessidades de segurança passa a buscar satisfazer suas necessidades sociais por meio das relações de amizade, socialização e aceitação em grupos ainda não conquistados as empresas necessitam de equipe de relações com o mercado para conquistar consumidores.  E do melhor plano de marketing que possa ser elaborado para ganhar autoconfiança, reconhecimento e respeito perante seus clientes e a sociedade.

O homem possui necessidades sociais onde são cultivadas as amizades que levam à socialização e à aceitação por grupos de diversos extratos sociais. As empresas, de igual forma, tem a necessidade de manter o nível mais alto possível de relacionamento estruturando processos de benchmarking para acelerar seu aprendizado organizacional.

Processos de benchmarking exigem maturidade das empresas no que tange aos relacionamentos com as suas empresas correlatas e concorrentes. Não se trata de realizar simplesmente cópias de processos mas empreender melhorias contínuas deles com base na comparação de indicadores obtidos por meio de medidas de resultados coletados dos processos envolvidos de mesmos objetivos dentro dela, nas suas concorrentes e até em órgãos governamentais.

Muitas de nossas decisões são tomadas com o fim de alcançar um status aceito pelos mais diversos extratos sociais. Da mesma forma as empresas buscam serem estimadas e para isso promovem eventos, patrocinam desportistas e integram programas de responsabilidade social e ambiental.

As necessidades de autorrealização que se encontram no topo da pirâmide hierárquica das necessidades humanas e certamente das necessidades das empresas. No estágio do topo da pirâmide são cultivadas ações empresariais eivadas de moralidade e prestígio. Seus processos são melhorados constantemente internalizando o aprendizado adquirido pelos movimentos sinérgicos ou autodesenvolvimento.

Decisões

Hoje há consenso que dentre os tomadores de decisão que os serviços e produtos de tecnologia da informação, apesar de possuírem as mesmas origens e bases não são, aplicados da mesma forma. No entanto, ainda decidem adquirir para a empresa os mesmo recursos que buscam para as sua casas.

Funciona, do ponto de vista da teoria das necessidades de Maslow até o momento em que o recurso é usado como pessoal.

Falha a partir do ponto em que é preciso compartilhamento, integração e performance, características de um recurso corporativo.

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s