Chacrinha visionário: Se Dilma comunica a mídia privada se trumbica

A timidez é um estado de espírito constante que reluta em expor certas características próprias, em razão de um receio de se tornar público o que julga ser dele precioso. Mas o estado de espírito de muitas pessoas como jornalistas, comentaristas e outros que não atuam em meios da comunicação, mas que com a liberdade e o poder das ferramentas das redes sociais atacam as pessoas de todas as formas.

Caso assustador, na minha avaliação, é a reportagem de Época com o título “Esse modelito laranja com capacete virará fantasia?”

Esse pessoal da chamada grande mídia e de muitos blogs, colunistas de jornais e revistas, comentaristas de rádio e de tevê e bloguistas (isso mesmo) opositores ao governo Dilma sempre encontra uma forma de colocar a vida dos opositores de seus donos em risco. No fim do ano passado, há mais ou menos um mês e meio atrás, ouvi uma notícia na rede Globo que José Dirceu estaria viajando naquele exato momento por uma rodovia. Foi citada, na oportunidade até a suposta posição do carro que estaria conduzindo o Zé. Teoria da conspiração? A reportagem, pareceu ter deixado a mensagem para alguém fazer algo que interrompesse a trajetória do perigo.

Não pelo fato de Dirceu ter passado dias na Papuda, diga-se, por um julgamento no mínimo suspeito, mas pelo nível das suas discussões políticas e pela forma com que coloca a direita na lona com suas idéias de defesa do Brasil, ainda é hoje, o política mais temido pelos donos da mídia nacional.

Confesso que assisti programas e também li textos, (hoje não assisto nem leio mais) de alguns dos comentaristas, bloguista, colunistas  e outros istas da grande mídia. Por isso temo pela vida de quem é citado ou seja tema central dos textos e programas de radio ou de tevê deles. Eles sempre arranjam uma forma de destilar e disseminar ódio pelas ondas curtas, medias, frequência modulada e do satélite que levam imagens não raro inverídicas e pelos fios da teia mundial robotizada. E já não é preciso se descuidar e passar despretensiosamente em frente de um aparelho de tevê para ouvir a reprodução da loucura destes istas. Já é possível ouvir reproduções grotescas no seu ambiente de trabalho, lazer e até familiar comuns ao processo autofágico dos analfabetos políticos.

Recentemente, a mais nova colunista – pelo menos para mim – a escrever um texto que me parece uma loucura em que premedita e mede as palavras para colocar a vida de uma pessoa em risco é Ruth de Aquino. Ela usa mentiras e meias verdades produzidas nos órgãos de mídia em verdades absolutas. Rumores em geral em fatos. Uma foto do dia 21 de abril de 2006 época em que José Sergio Gabrieli era presidente da Petrobras em que aparecem suas vítimas foi usada. Fala da lama em que a Petrobras se encontra, fruto e obra de Lula e Dilma.

A colunista, tem-se a impressão, pretende em seu texto amordaçar a Presidente Dilma. No texto recomenda para ler outro, “as aspas de Dilma” onde ela mesma escreve sobre um mote do Chacrinha que diz que “quem não comunica se trumbica”.

Qualquer um que acompanha o atual governo percebe que o governo Dilma pouco comunica com o povo, mas qualquer um percebe que se ela for mais política e falante, se começar a dar entrevistas um dia sim noutro também coloca a imprensa privada, a mídia opositora nas cordas. Em seu primeiro mandato o governo Dilma não fez a comunicação social adequada ou como devia e por isso, segundo a bloguista se trumbicou. Mas neste segundo, a Presidente exigiu que sua equipe comunique. Neste ponto então, Ruth pensa que aí é que estão os problemas do governo. Acha que quando o governo comunica conta inverdades, mentiras, repetidas mentiras sobre a Petrobrás, déficit público, gastos, investimentos, enfim, contas públicas e credibilidade junto aos aliados.

É possível fazer uma leitura diferente da bloguista. Se o governo começar fazer a comunicação direta com o povo, usando por exemplo os meios de que dispõe e pode dispor não haverá espaço para um texto presunçoso e amordaçante como aquele. Seria até possível transferir as vultosas verbas de publicidade que os donos dos meios de comunicação da bloguista recebem para obras em  benefício dos cidadãos.

Sim. Os meios de comunicação deles foram ganhos de graça na época da ditadura militar e mantidos até hoje com verbas públicas, as mesmas que apertam e desajustam as contas públicas. Se o governo Dilma fazer a comunicação que deve a grande mídia seria reduzida à insignificância. Teria a falência na proa e na popa de suas soberbas embarcações.

E poderia então concluir o quanto Chacrinha, que esteve por anos propagando o famoso mote nos programas dominicais em meios de comunicação recebidos em concessão era visionário.

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s