Fundamentos da política externa dos governos Lula e Dilma

Marco Aurélio Garcia, ex-assessor especial de Presidência da República nos governos Lula e Dilma, responsável principal pela política externa ativa e altiva sendo um dos idealizadores dos BRICS e da estratégia das políticas econômica e social.
A politica externa regional teve impulso no governo Lula com a retomada do Mercosul foi dealizada também a Comunicadade Sul-Americana de Nações que foi o embrião da UNASUL, União Sul-Americana de Nações com objetivos de fortalecer a política e a economia dos países do Sul privilegiando a construção de uma infra-estrutura física e energética regional, as políticas sociais e a criação de mecanismos financeiros próprios.
Ademais, Marco Aurélio atuou em uma complexa tarefa de introduzir uma política externa baseada no respeitoso do princípio de não-intervenção na soberania de outras nações, o que significa a adoção de uma política que “não ultrapassa as fronteiras que estabelece a soberania nacional, mas, ao mesmo tempo, não fica alheio àquilo que está ocorrendo em cada um dos países da região.” … Mais Fundamentos da política externa dos governos Lula e Dilma

Anúncios

O discurso moralista de quem devia saber

As instituições que confiávamos entraram no jogo da mídia e passaram a atuar politicamente segundo interesses privados. Com desvio de finalidade adotam discurso moralista digno de fascistas. Com preferência político ideológica deixam de buscar a verdade dos fatos escondendo os crimes de agentes políticos alinhados com a ideologia preferida. Com a atitude deixam o país inteiro em situação política e econômica deplorável. Com a verdade vindo à tona a crise chega ao fim depois de termina a travessia com instabilidade política e econômica. … Mais O discurso moralista de quem devia saber

Hipóteses sobre a etapa atual do impeachment e um caminho para a saída da crise

Está evidente que a ‘decadência’ do governo Dilma em seu segundo mandato e do PT em seu quarto mandato decorre de articulação mediático-jurídico-parlamentar. Estão envolvidos o judiciário, STF inclusive, a mídia privada e parlamentares que, sem escrúpulos, resolvem remover uma presidente da República do exercício da presidência legítimo.
O texto é revelador de hipóteses que estão claras aos olhos do mundo inteiro. Inclusive dos próprios golpistas e fascistas. … Mais Hipóteses sobre a etapa atual do impeachment e um caminho para a saída da crise

Fórum Social: o fim de um ciclo?

Por Jeferson Miola, via GGN Nestes tempos vertiginosos na América do Sul, com crises agudas no Brasil, Venezuela e Argentina, uma crise ao interior da tradição de esquerda/progressista está passando desapercebida. Trata-se da crise de existência e de destino histórico vivida pelo Fórum Social Mundial [FSM] e pelo seu Conselho Internacional [CI]. Pablo Solón, um … Mais Fórum Social: o fim de um ciclo?

Espalhando a Carta de Belo Horizonte

Depois da divulgação dos diálogos de Romero Juca, Renan Calheiros e José Sarney, todos do PMDB ficou escancarado o golpe. Agora ninguém mais precisa se preocupar em chamar o ato de golpe, que é o nome adequado à trama para usurpar o poder legítimo da Presidente da República Dilma Rousseff.

Tentam um ainda não consumado verdadeiro golpe civil contra o povo e o programa de governo voltado aos mais pobres. Quem apoia uma sociedade mais justa tem o dever de se manifestar contra esse golpe, que de quebra tenta livrar corruptos envolvidos em crimes contra a economia brasileira. … Mais Espalhando a Carta de Belo Horizonte

Evidências de um golpe jurídico mediático em marcha e os militares

Os congressistas da oposição são dissimulados e usam desta ‘qualidade’ para fazer a população acreditar que a operação policial que tentou prender Lula e levar para Curitiba em 04 de março foi dentro da lei. Assisti, pela emissora de rádio do Senado diversos senadores e senadoras discursando e afirmando da tribuna que não deviamos misturar … Mais Evidências de um golpe jurídico mediático em marcha e os militares

A relação entre a detenção de Lula e a estratégia de domínio regional

Detenção de Lula pode fazer parte de estratégia de domínio regional, com dedo dos EUA. Esta manchete circula desde 0 dia 8 de março, 4 dias após a condução coercitiva do ex-presidente Lula para depor. O texto, segundo análise do seu autor, alega que o juiz de Curitiba é apenas um vassalo de um interesse de dominação regional e global. O Brasil tem sido uma barreira ao domínio americano na América do Sul que juntamente com os países do continente sul americano ainda resiste ao domínio norte americano. A estratégia é enfraquecer o líder sul americano e de quebra submeter a Rússia por ser parceira nos BRICS. … Mais A relação entre a detenção de Lula e a estratégia de domínio regional